Globos de Ouro - Cerimónia com carácter

16:18


 ...e porque é importantíssimo não deixar passar este momento sem o referir...

“Dizer a verdade é a ferramenta mais poderosa que temos.”
Dito pela apresentadora, esta foi uma das frases que marcou a cerimónia dos Globos de Ouro 2018.

Conhecida como um género de pré-Óscares (Março 2018), desta vez, afirmou-se como uma cerimónia de carácter e individualismo que, aproveitando o já enorme mediatismo, decide reforçar uma mensagem ao mundo.

O movimento “Time’s Up” é um movimento de luta pelos direitos das mulheres e em registo de luto, a passadeira vermelha passou a negra, com a maior parte das celebridades a usarem um outfit em concordância.

 


“Durante demasiado tempo, as mulheres não foram ouvidas e eram desacreditadas se ousassem falar a sua verdade contra o poder desses homens, mas o tempo deles acabou.” – relativamente as recentes denúncias de assédio e abuso sexual que envolveram variadíssimos produtores e actores.

Uma salva de palmas a este movimento e aos Globos de Ouro!

#timesup 
 

Em relação aos prémios, não vou “bater na mesma tecla” e falar de quem venceu o quê, pois está por toda a internet, no entanto, deixo a sugestão de cinco filmes que não podemos perder em 2018:

- «The Post» de Steven Spielberg
- «Três Cartazes à Beira da Estrada» de Martin McDonagh
- «Phantom Thread»de Paul Thomas Anderson
- «A Forma de Água» de Guillermo del Toro
- «Lady Bird» de Greta Gerwig

You Might Also Like

0 comentários